A sua política de backup é realmente adequada? Faça o teste!

Pense em toda a informação digital que você utiliza no seu computador e que precisa diariamente, seja no trabalho, na universidade ou, inclusive, em atividades pessoais: planilhas de gastos, documentos de texto, apresentações ou trabalhos práticos. Imagine agora que, por um descuido, você acaba tropeçando no caminho para o trabalho e, enquanto caí pela calçada, acaba vendo como a sua mochila com o laptop sai voando e atinge o solo, quebrando o seu equipamento em mil pedaços.

E você se dá conta que todas aquelas informações que foram armazenadas ao longo de sua vida estavam no equipamento que acabou de ser danificado. Quantas recordações de viagens, aniversários, saídas com amigos e momentos familiares? Imagine todos os momentos que foram registrados por meio de fotos e vídeos: o nascimento do seu filho ou sobrinhos, as férias dos seus sonhos, fotos do colégio onde estavam todos tão jovens, ou mesmo o vídeo do último aniversário da sua vovó. 🙂

Então, agora suponha que por apenas um descuido o seu computador é infectado por um Ransomware e todas essas recordações ficam criptografadas, a mercê da vontade de um criminoso que solicita vários Bitcoins de resgate para recuperar as suas informações e, além disso, te ameaça com a exclusão dos arquivos.

Para finalizar, pense na empresa onde você trabalha, o negócio da sua família ou o em um empreendimento que está quase começando. Pense em toda as informações dessa empresa, nas bases de dados de clientes, fornecedores ou empregados, nos balanços e informações contábeis, nas propostas comerciais e projetos de trabalho. Imagine, agora, que por um erro no sistema ou descuido de um empregado a base de dados é danificada e as informações ficam completamente inacessíveis.

Bem, talvez você me diga que estou exagerando, que todas essas situações sejam um pouco extremas, mas posso lhe afirmar é que são perfeitamente possíveis e são realidade para muitas pessoas e organizações.

Nas corporações, o Ransomware se tornou rapidamente uma das ameaças mais infecciosas e temidas nos ambientes empresariais. Ironicamente, o principal custo não é o resgate em si, mas o tempo de inatividade da empresa que ele acarreta – por isso, não é de se surpreender que apenas um terço das empresas acredita que se recuperarão de um ataque de Ransomware sem grandes perdas.

E tendo em conta todas essas situações, compare quanto tempo seria necessário para fazer um backup das informações com a quantidade de problemas que poderiam ter sido evitados. Na verdade, reter a informação não deve ser considerada como uma atividade tediosa, complicada, e muito menos cara. Apenas é necessário analisar quais informações devem ser retidas e buscar uma forma que seja mais conveniente.

Faça o teste!

Faça o teste a seguir e verifique se a sua política de backup é realmente adequada:

Mais informações:

  1. Conheça o Netdeep Secure Backup.
  2. 3 tipos de funcionários que podem causar uma brecha de segurança
  3. Micro e pequenas empresas são alvos de invasores virtuais

Este artigo foi lido 1016 vezes!

Deixe o seu comentário

netdeep